28 de março de 2014

REPOSIÇÃO DO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO EM INDIVÍDUOS CRIANÇAS E ADULTOS COM DÉFICIT; UM GRANDE PASSO

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: BENEFÍCIOS OBTIDOS COM A REPOSIÇÃO DO HORMÔNIO DO CRESCIMENTO (SOMATOTROFINA – HGH) NO ADULTO; DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA V. CAIO.

A reposição do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) no adulto oferece diversos benefícios diferentes, entre eles o de elevar os níveis do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) aos níveis de adulto jovem, quando a produção do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) estava em seu auge. Cerca de 20.000 estudos clínicos foram realizados em todo o mundo que envolve o crescimento humano, terapia de reposição hormonal e tem demonstrado melhorias nos níveis de energia e saúde global da pessoa. O hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) é o mais eficaz agente antiobesidade descoberto. Ele ajuda a reduzir a gordura do abdômen, cintura, quadril e coxas, enquanto, ao mesmo tempo, aumenta a massa muscular. O hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) contribui para revigorar a mente, bem como minorar as perspectivas, atitudes e expectativas associadas ao envelhecimento. Também aumenta a capacidade de concentração, a energia, a sensação de bem-estar, e tem uma ação antidepressiva. Estudos e pesquisas médicas têm demonstrado os ganhos positivos que ocorrem quando a secreção do hormônio de crescimento humano está acontecendo. O hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) atua sobre a musculatura, melhorando a força muscular, a energia e a resistência durante o exercício físico. O hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) contribui para estimular a reparação das células cerebrais. Ele também tem um efeito sobre a proteína produzida no cérebro responsável pela memória. A deficiência do hormônio de crescimento (somatotrofina – HGH) tem sido diretamente relacionada com a memória de curto e de longo prazo e a coordenação olho-mão.
A inteligência, a memória e o aprendizado dependem do suprimento suficiente de hormônio de crescimento (somatotrofina – HGH). O sistema nervoso central e o cérebro são feitos de neurônios. 

Estas são células permanentes e nunca voltam a crescer. Assim, o hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) pode estimular a sua reparação e rejuvenescimento. Também tem efeitos sobre as proteínas produzidas no nosso cérebro para armazenar memórias. Uma dieta apropriada, atividade física aeróbica e musculação, antioxidantes, e mesmo outros tratamentos hormonais podem ajudá-lo a manter sua aparência jovial. O hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) atua na pele humana melhorando as rugas mais profundas e fazendo com que as linhas finas quase desapareçam, mas também torna a pele mais clara, suave, firme e elástica. Com o hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) suas unhas ficam mais fortes e a celulite acaba sendo amenizada, também ajuda a voltar a crescer pele em regiões afetadas por queimaduras e ajuda na cicatrização, fortalece os cabelos, o exame clínico mostrou que nasce 38% mais cabelo novo, com espessura, cor natural e cresce mais rápido. O hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) age no cérebro como um antidepressivo, diminuindo a dopamina e aumentando os níveis de B-endorfina que causam agitação. Além disso, o hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) ajuda a reduzir o estresse, a melhorar o foco, a concentração e melhora a autoconfiança. O hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) é o mais eficaz no equilíbrio do sono. Muitas pessoas têm relatado que com a reposição do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) são capazes de dormir a noite inteira pela primeira vez e se sentem mais descansados pela manhã. Algumas pessoas dizem que eles precisam de menos horas de sono, e ainda têm mais energia. Pode agir como um afrodisíaco, o hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) melhora o desejo sexual em homens e mulheres. Ele ajuda os homens mais velhos a melhorar sua potência sexual e sexualidade. As mulheres relatam que sentem mais prazer durante o ato sexual com aumento da libido. 
O hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) induz ao combate às doenças, aumenta a produção de interleucina 2 e células T (linfócitos T – células de defesa), aumenta a produção de novos anticorpos e glóbulos brancos, estimula os macrófagos no combate as bactérias, melhorando a produção de células vermelhas do sangue. O hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) ajuda no combate aos radicais livres, evitando a oxidação celular. O hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) tem outros benefícios além do acima citados, como o fortalecimento dos ossos, pode melhorar a visão, pode reverter a diminuição dos principais órgãos, fortalece a musculatura cardíaca, acelera a cicatrização, pode diminuir o mau colesterol e a pressão arterial, etc.


Dr. João Santos Caio Jr.

Endocrinologia – Neuroendocrinologista

CRM 20611



Dra. Henriqueta V. Caio

Endocrinologista – Medicina Interna

CRM 28930

Como Saber Mais:
1. A reposição do hormônio do crescimento no adulto oferece diversos benefícios diferentes, entre eles o de elevar os níveis do hormônio do crescimento aos níveis de adulto jovem, quando a produção do hormônio do crescimento estava em seu auge?
http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com

2. O hormônio do crescimento ajuda a reduzir a gordura do abdômen, cintura, quadril e coxas, enquanto, ao mesmo tempo, aumenta a massa muscular?
http://reposicaohormonal2.blogspot.com

3. O hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) suas unhas ficam mais fortes e a celulite acaba sendo amenizada, também ajuda a voltar a crescer pele em regiões afetadas por queimaduras e ajuda na cicatrização?
http://osteoporose2.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.


Referências Bibliográficas:
Mohsen S Eledrisi, MD, FACP, FACE, Consultant and Assistant Professor, Department of Internal Medicine, Division of Endocrinology and Metabolism, King Abdulaziz National Guard Medical Center, Saudi Arabia.



Contato:
Fones: 55 (11) 2371-3337/(11)5572-4848/(11)5087-4404 ou 98197-4706 TIM

Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br 
www.crescimentoinfoco.com
www.obesidadeinfoco.com.br
http://drcaiojr.site.med.br
http://dracaio.site.med.br


Joao Santos Caio Jr
http://google.com/+JoaoSantosCaioJr

Video
http://youtube/woonaiFJQwY 

26 de março de 2014

BAIXA ALTURA-CRESCER; A IMPORTÂNCIA DO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO É DE TAL PORTE QUE A PORÇÃO DA GLÂNDULA RESPONSÁVEL PELA SUA PRODUÇÃO OCUPA 50% DE SUA ÁREA TECIDUAL-ADENOHIPÓFISE; TODOS OS OUTROS HORMÔNIOS PRODUZIDOS PELA ADENOHIPÓFISE OCUPAM O RESTANTE, OU SEJA, OS 50% RESTANTES DA MESMA; ENDOCRINOLOGIA-NEUROENDOCRINOLOGIA-FISIOLOGIA; DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA V. CAIO.

A secreção do GH-hormônio de crescimento é predominantemente mediada por dois hormônios hipotalâmicos: GHRH-hormônio desencadeador ou estimulador do hormônio de crescimento e somatostatina-hormônio inibidor de GH-hormônio de crescimento e TSH-hormônio tireoestimulante; ambos contribuem com o padrão episódico da secreção de GH-hormônio de crescimento. Essas influências hipotalâmicas são estreitamente reguladas por um sistema integrado de fatores neurais, metabólicos e hormonais. Existem diversos outros fatores que afetam a secreção de GH-hormônio de crescimento sob condições fisiológicas, farmacológicas e patológicas.

Ao considerarmos os fatores FISIOLÓGICOS:
 
*O SONO: provoca um aumento da secreção de GH–hormônio de crescimento, em outras palavras, o dormir no mínimo de 7 a 8 horas/noite é extremamente importante para uma liberação adequada de GH–hormônio de crescimento, pois a liberação do GH é mais eficiente na fase 3 e 4 do sono profundo, e se possível uma curta soneca à tarde também é saudável.
 

Por outro lado ocorre uma diminuição da secreção do hormônio de crescimento-GH em algumas situações relevantes tais como;
*Hiperglicemia: inibe consideravelmente a secreção do GH–hormônio de crescimento, ou seja, o açúcar não é um amigo dócil do GH-hormônio de crescimento, ao contrário, ele promove uma diminuição importante na sua secreção; outro detalhe que devemos levar em consideração, é a hiperglicemia pós-prandial, isto é, pós-alimentação, quando existem grandes quantidades de hidratos de carbonos circulatórios.
 
*Ácidos graxos livres elevados, os triacilgliceróis são reservas altamente concentradas de energia metabólica porque são reduzidos e anidros. 
A micrografia eletrônica de um adipócito mostra uma pequena faixa de citoplasma que circunda o enorme depósito de triacilgliceróis;
* As células adiposas são especializadas na síntese e armazenamento de triacilgliceróis;
* Os triacilgliceróis são apolares e por isto são armazenados em forma quase anidra (sem água);
* As reservas de triacilgliceróis (TAG) podem sustentar energeticamente as funções biológicas por várias semanas. A célula da mucosa epitelial, triacilgliceróis e outros lipídios, proteínas, quilomicrons como os triglicérides, sistema linfático, ácidos graxos triacilgliceróis no sangue, os monoacilgliceróis;
* Tecido adiposo.

METABOLISMO LIPÍDICO
 
* Músculo os 2 monoacilgliceróis e ácidos graxos livres são absorvidos pelas células epiteliais que revestem o intestino delgado e são reconvertidos em triacilgliceróis (TAG) que são empacotados com proteínas específicas e colesterol da dieta em quilomicrons como os triglicérides. Todas essas substâncias são eficientes complicadores quando em níveis acima do fisiológico, no sentido de diminuir significativamente a secreção do GH–hormônio de crescimento.

Aspectos FARMACOLÓGICOS e sua influência na liberação do GH-hormônio de crescimento:
 
*Fatores que estimulam o GH–hormônio de crescimento: HIPOGLICEMIA;
*Influência absoluta na secreção do GH-hormônio de crescimento.
*Influência relativa NA SECREÇÃO DE GH-hormônio de crescimento: pós–glucagon;
 

Hormônios que influenciam a secreção de GH: GHRH-hormônio desencadeador 
do hormônio de crescimento, Grelina, Peptídeos (ACTH, MSH, vasopressina), Estrógenos. 

Substâncias que Bloqueiam ou diminuem a secreção do hormônio de crescimento-GH:

Hormônios: Somatostatina, Hormônio de crescimento, inadequado, comprometido ou defeituoso, Progesterona androgênica, Glicocorticóides.

Neurotransmissores, etc.: Antagonistas alfa- Neurotransmissores, etc., Antagonistas da dopamina (fenotiazidas).
 

Agonistas: Beta-adrenérgicos (isoproterenol), Agonistas da serotonina (metisergida).
 

Aspectos patológicos – doenças:
*Doenças que eventualmente podem estimular a secreção do GH, a maioria desprezível estatisticamente, mas deve ser descartada, a maioria é de fundo genético, portanto, a pessoa já tem que nascer com programação possível de desencadeá-la;
 
*Alterações que podem inibir ou diminuir a secreção do hormônio de crescimento-GH: depleção proteica e fome, anorexia nervosa, produção ectópica (fora das regiões secretadas por indivíduos normais), insuficiência renal crônica, acromegalia, TRH-hormônio tireotrófico, hormônio desencadeador de TSH-hormônio tireoestimulante que estimula a produção dos hormônios tireoidianos-T3 e T4, GnRH hormônio desencadeador de gonadotrofinas-LH e FSH;
 
*Doenças que eventualmente podem bloquear ou diminuir a secreção do GH: 
Obesidade, Acromegalia, Agonistas da Dopamina, Hipotireoidismo; 
*Doença de Hashimoto, Hipotireoidismo Subclinico, Hipertireoidismo.

A relevância que podemos deduzir dessas observações é que quando bem indicado o GH–hormônio de crescimento é de grande importância para humanos, e que seus efeitos secundários na indicação de deficiência do hormônio de crescimento-DGH são irrelevantes na dose certa, a tempo e a hora certa como a maioria das pesquisas indicam.
 

Dr. João Santos Caio Jr. 
Endocrinologia – Neuroendocrinologista 
CRM 20611 

Dra. Henriqueta V. Caio 
Endocrinologista – Medicina Interna 
CRM 28930 

Como saber mais:
1. O principal determinante do crescimento linear é a predisposição genética. Ambas a altura final do adulto e a taxa de crescimento são significativamente influenciadas pelos fatores genéticos...
http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com

2. A altura final entre gêmeos monozigóticos (1 óvulo e 1 espermatozóide) foi inferior a 3 cm, em comparação com 12 cm para gêmeos dizigóticos (de 2 óvulos e 2 espermatozóides diferentes)...
 
http://longevidadefutura.blogspot.com

3. Filhos de pais de áreas subdesenvolvidas, nascidos e criados em países industrializados, a altura adulta é maior do que sua altura alvo...
 
http://imcobesidade.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO 
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. 

Referências Bibliográficas:
Caio Jr, João Santos, Dr.; Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Caio,H.V., Dra. Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; Watanobe, H; Takebe, K (Abril de 1993). "Liberação in vivo de neurotensin da eminência mediana de ratos preparado estrogênio-ovariectomizadas estimada pelo push-pull de perfusão: correlação com hormônio luteinizante e prolactina surtos.". Neuroendocrinologia 57 (4):. 760-4 PMID 8367038 ; Spinazzi, R; Andreis, PG; Rossi, GP; Nussdorfer, GG (Março de 2006). "orexinas na regulação do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal.". comentários farmacológicos58 (1):. 46-57 doi : 10.1124 /pr.58.1.4 . PMID 16507882; Theologides A (1976). "Anorexia produtoras de metabólitos intermediários". Am J Clin Nutr 29 (5):. 552-8PMID 178168 ; Swaab DF (2008) "A orientação sexual e sua base na estrutura e função do cérebro" . PNAS 105 (30): 10273-10274. doi : 10.1073 /pnas.0805542105 . PMC 2.492.513 . PMID 18653758 ; Swaab DF, MA Hofman (1990). "Um núcleo supraquiasmático alargada em homens homossexuais."Brain Res.. 537 (1-2): 141-8. doi : 10.1016/0006-8993 (90) 90350-K . PMID 2085769 ; Swaab DF, Slob AK, Houtsmuller EJ, Brand T, Zhou JN (1995). "O aumento do número de neurônios vasopressina no núcleo supraquiasmático (SCN) de ratos machos adultos 'bissexuais' após o tratamento perinatal com a aromatase bloqueador ATD." Brain Research Developmental 85 (2):. 273-279 doi : 10.1016/0165-3806 ( 94) 00218-O . PMID 7600674 ;Savic I, Berglund H, Lindström P (2005) "a resposta do cérebro aos feromônios putativos em homens homossexuais" . PNAS 102 (20):. 7356-7361 doi : 10.1073/pnas. 0407998102 . PMC 1.129.091 . PMID 15883379 ; Savic I, Berglund H, Lindström P (2006) "a resposta do cérebro aos feromônios putativos em mulheres lésbicas". PNAS 103 (21):. 8.269-8.274 doi : 10.1073 /pnas.0600331103 . PMC 1.570.103 . PMID 16705035.



Contato:
Fones: 55 (11) 2371-3337/(11)5572-4848/(11)5087-4404 ou 98197-4706 TIM

Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Van Der Häägen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br 
www.clinicavanderhaagen.com.br
www.crescimentoinfoco.com
 
www.obesidadeinfoco.com.br
http://drcaiojr.site.med.br
 
http://dracaio.site.med.br


Joao Santos Caio Jr
 
http://google.com/+JoaoSantosCaioJr 

Video 
http://youtube/woonaiFJQwY 

Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

5 de maio de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: CAUSAS E SINTOMAS DA DEFICIÊNCIA DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO (SOMATOTROFINA – HGH) EM CRIANÇAS E ADULTOS.

O hormônio de crescimento (somatotrofina – HGH) é produzido pela glândula pituitária (pequena glândula que se localiza abaixo do cérebro). Além do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) a glândula pituitária produz outros hormônios. Se houver redução da produção ou não houver produção do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) durante a infância, o resultado é o atraso do crescimento, tornando o crescimento mais lento, a criança geralmente fica com baixa estatura e outros problemas de maturidade do organismo. A deficiência do hormônio de crescimento (somatotrofina – HGH) provoca um atraso inapropriado no alongamento e alargamento dos ossos, sendo que eles não ficam compatíveis com a idade cronológica da criança. È requerida um quantidade adequada do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) durante a infância para manter o crescimento e a maturidade sexual normal quando chegar a adolescência. Em alguns casos o aparecimento da deficiência do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) ocorre no período pré-natal, já antes de nascer e em outros casos a deficiência do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) ocorre meses ou anos após o nascimento. Antes do nascimento são necessários testes laboratoriais para diagnosticar a deficiência do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH), porque a deficiência do crescimento e da maturidade pode ter diversas outras causas, incluindo influências genéticas. Nos adultos, o hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) é necessário para manter a gordura corporal em níveis adequados, manter a massa muscular e a densidade mineral ósseaNos adultos a falta ou a pouca produção do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) pode levar a distúrbios emocionais, fadiga, falta de motivação, insônia, etc. Pode haver alteração do colesterol, principalmente aumento do mau colesterol. 
A deficiência do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) é causada pela pouca ou nenhuma produção do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) na glândula pituitária. A deficiência do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) pode ter causa congênita, ou seja, quando já se nasce com o problema, ou causa adquirida, ou seja, que ocorre após o nascimento. A deficiência congênita do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) pode estar associada com uma anormalidade da glândula pituitária ou pode ser parte de outra síndrome.No envelhecimento, normalmente ocorre o decréscimo da produção do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH). Causas adquiridas de produção deficiente do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) incluem infecções, tumores cerebrais, acidentes com comprometimento cerebral, cirurgias cerebrais ou radiação da cabeça. Podemos ter alguns casos, em que as causas não são identificadas. As crianças que apresentam deficiência do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) podem apresentar baixa estatura, velocidade de crescimento mais lenta principalmente na puberdade, aumento da circunferência da cintura, a criança pode parecer mais jovem do que na realidade é, atraso no desenvolvimento dos dentes, atraso da puberdade. Os adultos que apresentam deficiência do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) podem apresentar falta de energia, diminuição da força e da capacidade de fazer exercícios, diminuição da massa muscular, ganho de peso, especialmente em volta da cintura, ansiedade, depressão ou tristeza, mudança do comportamento social, pele fina e seca. Se tiver dúvida quanto a deficiência do hormônio do crescimento (somatotrofina – HGH) em crianças ou adultos, o mais adequado é procurar um endocrinologista o quanto antes.

AUTORES PROSPECTIVOS

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais: 
1. O hormônio de crescimento (somatotrofina – HGH) é produzido pela glândula pituitária (pequena glândula que se localiza abaixo do cérebro)? 
http://crescercriancasjuvenil.blogspot.com 

2. A deficiência do hormônio de crescimento provoca um atraso inapropriado no alongamento e alargamento dos ossos, sendo que eles não ficam compatíveis com a idade cronológica da criança?
http://crescermais2.blogspot.com 

3. A deficiência do hormônio do crescimento pode ter causa congênita, ou seja, quando já se nasce com o problema, ou causa adquirida, ou seja, que ocorre após o nascimento?
AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO 
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.


Referências Bibliográficas: 
Mohsen S Eledrisi, MD, FACP, FACE, Consultant and Assistant Professor, Department of Internal Medicine, Division of Endocrinology and Metabolism, King Abdulaziz National Guard Medical Center, Saudi Arabia.
 
Contato:
Fones: 55 (11) 5572-4848 /(11)5087-4404 /(11)9.8197-4706 TIM ; email: vanderhaagenbrasil@gmail.com

Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002 



Seguir no Google Buzz


27 de abril de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: SINAIS E SINTOMAS DA DEFICIÊNCIA DO HORMÔNIO DO CRESCIMENTO - SOMATOTROFINA (GH) NO ADULTO



E AS IMPORTANTES ALTERAÇÕES QUE A DEFICIÊNCIA DE HORMÔNIO DE CRESCIMENTO PROVOCA NO ORGANISMO.

A diminuição do nível de hormônio do crescimento - somatotrofina (HGH) em adultos (DHGH) pode resultar em sinais, tais como: enfraquecimento do músculo de contração do coração e da freqüência cardíaca, aumento da placa arterial e pressão arterial, lípides ou gorduras no sangue elevados, triglicérides, colesterol total, LDL-colesterol elevados, diminuição da capacidade da prática de exercício físico devido à diminuição do débito cardíaco, diminuição da energia devido à diminuição da taxa metabólica.Também ocorrem alterações na composição corporal, tais como: aumento da obesidade abdominal (relação cintura/quadril), diminuição da densidade mineral óssea devido à diminuição da formação de osso, aumento de fraturas e osteoporose, diminuição da força muscular e massa muscular, diminuição da massa corporal magra e aumento da massa gorda. Em relação às alterações de açúcar no sangue, o indivíduo pode apresentar tonturas ou desmaios, fraqueza ou cansaço, dores de cabeça, falta de concentração ou memória. Os sintomas físicos variam como falta de energia ou fadiga, diminuição do desejo sexual, fraqueza muscular, problemas de sono e ganho de peso. Os sintomas psicológicos são muito importantes, porque, geralmente mudam de forma importante o comportamento da pessoa, e é freqüente a presença de acanhamento, nervosismo ou ansiedade, problema com a qualidade do sono, diminui o contato social, tristeza ou depressão e sentimentos de desesperança.
Todas estas alterações acima são causadas pela deficiência ou falta de produção do hormônio do crescimento somatotrofina (HGH) pela glândula pituitária anterior e os hormônios são mensageiros químicos produzidos por células especiais, localizadas nas glândulas e em outros órgãos do organismo. Raramente é útil uma única dosagem do hormônio do crescimento, vista que, ela é mais baixa durante o dia e é secretada em pulsos e não de forma constante, portanto normalmente é necessário se dosar o hormônio do crescimento pós-estímulo para um diagnóstico mais preciso. O diagnóstico de deficiência do hormônio do crescimento - somatotrofina (HGH) em adulto exige também uma história prévia de qualquer deficiência de hormônio de crescimento - somatotrofina (HGH) na infância ou história de doença orgânica pituitária.

AUTORES PROSPECTIVOS

Dr. João Santos Caio Jr. 
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611


Dra. Henriqueta V. Caio 
Endocrinologista – Medicina Interna 
CRM 28930 

Como Saber Mais:
1. A diminuição do nível de hormônio do crescimento somatotrofina (HGH) em adultos pode resultar em sinais, tais como: enfraquecimento do músculo de contração do coração e da freqüência cardíaca?
http://reposicaohormonal2.blogspot.com

2. A diminuição do nível de hormônio do crescimento somatotrofina (HGH) em adultos pode levar à diminuição da densidade mineral óssea devido à diminuição da formação de osso, aumento de fraturas e osteoporose?
http://osteoporose2.blogspot.com

3. Também ocorrem alterações na composição corporal, tais como: aumento da obesidade abdominal (relação cintura/quadril)?
http://obesidadecontrolada3.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRAFIA.

Referências Bibliográficas:
Lorena Sosnowski, BSN, CrNi, Ann Arbor, MI, Brian Stabler, Ph.D., UNC Chapel Hill, Chapel Hill, Carolina do Norte, Michael O. Thorner, MB, D.Sc., Centro de Ciências da Saúde UVA Charlottesville, VA, Associação Americana de Psicologia, Associação Psiquiátrica Americana. 


Contato:
Fones: 55 (11) 2371-3337/(11)5572-4848/(11)5087-4404 ou 98197-4706 TIM

Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br
http://dracaio.site.med.br

Site Van Der Häägen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br 

www.obesidadeinfoco.com.br
www.crescimentoinfoco.com


Video


Google Maps:

http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17


25 de dezembro de 2010

ENDOCRINOLOGIA - NEUROENDOCRINOLOGIA: A DEFICIÊNCIA DE TODOS OS HORMÔNIOS INCLUSIVE O HGH- HORMÔNIO DE CRESCIMENTO


EM ADULTOS É UM FATOR COMPLICADO PORQUE O PASSAR DOS ANOS PROMOVE UMA DIMINUIÇÃO EM PRATICAMENTE TODOS OS HORMÔNIOS  SENDO QUE ALGUNS SÃO GRAVES E APRESENTAM SINTOMATOLOGIAS, OUTROS SÃO SILENCIOSOS MAS GRAVE NA MESMA INTENSIDADE  NÃO É PRIVILÉGIO DA MENOPAUSA COM DIMINUIÇÃO DE ESTRÓGENOS E PROGESTERONAS ESTAREM DIMINUÍDOS  EXISTEM TAMBÉM A TIREOPAUSA, SOMATOPAUSA E ETC...


Ao se fazer um estudo prospectivo, sobre a associação em adultos com sobrepeso com intolerância à glicose, tem um risco que pode variar por uma gama muito extensa de 10 a 50% de desenvolver diabetes por ano e logicamente este fator amplo ocorre devido a vários problemas que podem acompanhar esta disfunção metabólica, e a resistência à insulina, é uma causa importante de progressão para diabetes nestes indivíduos. A perda de peso tem se mostrado como a melhor e mais eficiente arma para melhorar a sensibilidade à insulina e prevenir ou retardar a progressão para o diabetes. Segundo estudos recentes, a melhora da sensibilidade à insulina, no sentido de ajudar ao paciente evitar este grave problema, é a eficiência na perda de peso que está intimamente ligado à redução do tecido adiposo visceral ou gordura intra visceral, à diminuição do depósitos de tecido adiposo( gordura) intra-abdominal que inclui gordura entre as vísceras e intra hepáticas( gordura do fígado, esteatose).
Após o controle do IMC, a gordura corporal total e gordura subcutânea, só a obesidade intra visceral ou gordura intra abdominal ou central, é um fator de informação independente da sensibilidade à insulina, que é fabricada pelo pâncreas e a resistância à insulina leva ao diabetes e a diminuição à tolerância à glicose antes ou depois da perda de peso. Este, por sua vez, sugere que a redução da gordura entre as vísceras e o fígado (gordura do fígado - esteatose) é crucial para melhorar a sensibilidade à insulina e a prevenção do diabetes em indivíduos de alto risco. O hormônio de crescimento (HGH –Somatotrofina), é uma substância lipolítica (termogênica), isto é queima gordura, reduzindo a gordura corporal total, abdominal e gordura visceral e talvez podemos esperar outras substâncias num futuro próximo, mas hoje o arsenal médico é terapeuticamente reduzido, sendo uma das poucas substâncias que possam nos ajudar, desde que ocorra uma deficiência da mesma no indivíduo, após uma avaliação criteriosa da deficiência do hormônio de crescimento (DGH) em adultos. Vários estudos têm relatado uma redução substancial da taxa de gordura intra visceral, abdominal, ou central, após tratamento com HGH - hormônio de crescimento nesta população. 
Como os adultos com deficiência do hormônio de crescimento - DHGH, indivíduos com obesidade aumentaram substancialmente a gordura intra visceral, abdominal ou central, e apresentaram resistência à insulina e os níveis de hormônio de crescimento se apresentaram abaixo do normal durante o monitoramento de 24 horas contínuas. Estas semelhanças levaram a uma série de investigações recentes em adultos com obesidade abdominal, visceral, central, (gordura no fígado) que relataram reduções significativas na gordura entre os órgão gástricos e demais viscerais e uma melhora na sensibilidade à insulina após a administração de HGH prolongada. Mas, gostaria de deixar uma observação, que não existem drogas milagrosas, e que pacientes com baixa tolerância à glicose e resistência à insulina, não necessariamente terão o mesmo resultado positivo, e é claro cada vez necessitamos de mais pesquisas.

AUTORES PROSPECTIVOS

Dr. João Santos Caio Jr
Endocrinologia – Neuroendocrinologista 
CRM 20611

Dra. Henriqueta V.Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais:
1. O metabolismo humano tem a responsabilidade de distribuição dos hormônios ao nosso organismo?
http://metabolismocontrolado.blogspot.com

2.Se não diminuir a gordura entre as vísceras e a gordura dentro do fígado – esteatose hepática, corre-se o risco de desenvolver diabetes tipo 2? 
http://diabetesmellitustipo2cia.blogspot.com

3.O hormônio de crescimento – HGH ajuda na queima de gordura, ou seja, é termogênico?
http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.


Referências Bibliográficas:
Departamento de Medicina da Universidade Estadual de Wayne, Detroit
Centro de Pesquisas de Endocrinologia e Metabolismo, Hospital Universitário Sahlgrenska, Göteborg, Suécia. Gudmundur. Johannsson.



Contato:
Fones: 55 (11) 5572-4848 /(11)5087-4404 /(11)9.8197-4706 TIM ; email: vanderhaagenbrasil@gmail.com

Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002 

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

www.obesidadeinfoco.com.br
www.crescimentoinfoco.com



Video

Seguir no Google Buzz


23 de dezembro de 2010

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: O HGH HORMONIO DE CRESCIMENTO É UM DOS HORMÔNIOS PRODUZIDOS TAMBÉM POR HUMANOS,

QUE DURANTE A VIDA FAZ TODA A DIFERENÇA. NÃO DEVEMOS PENSAR QUE APENAS OS HORMÔNIOS SEXUAIS DECLINAM COM O PASSAR DO TEMPO; TODOS OS HORMÔNIOS SÃO LEVADOS AO EFEITO DOMINÓ PROVOCADO PELA IDADE, E NO CASO DO HGH- SOMATOPAUSA É APENAS MAIS UM DETALHE PARA RESOLVERMOS  E ISTO FAZ UMA GRANDE DIFERENÇA NO METABOLISMO HUMANO, DIMINUIÇÃO DOS RISCOS DE FRATURAS POR  OSTEOPOROSE , MELHORA A COMPOSIÇÃO CORPORAL, A DISLIPIDEMIA (GORDURAS NO SANGUE ) E QUALIDADE DE VIDA, ALÉM DAS ALTERAÇÕES CARDIOVASCULARES, COGNIÇÃO, MEMÓRIA, CONCENTRAÇÃO, RACIOCÍNIO E ATÉ DEPRESSÃO,DIMINUIÇÃO DA GORDURA VISCERAL COM DIMINUIÇÃO DA ESTEATOSE DO FIGADO (GORDURA).


Tem-se observado que o início da deficiência do hormônio de crescimento (HGH-somatotrofina) na idade adulta ganhou evidência, possivelmente, com o aumento da morbidade e mortalidade. Este fato , o aumento da morbidade e da mortalidade ocorreu, por outras aplicações não menos importante para o ser humano, e só passou ocorrer com o advento da engenharia genética, quando foi possível eliminar o fator identificador,de quem pertencia o extrato de hipófise humana que anteriormente se usava, tão somente, em casos extremos para crescimento;  com tal ocorrência, e o  com o advento do DNA- RECOMBINANTE, onde se eliminou do DNA do hormônio humano , alterou- se em laboratório, sendo eliminado o fator de rejeição, que levava a uma doença proteica e prejudicial ao SNC, Príons. Desta época para cá, nos mais de 25 anos que se passaram, não foi descrito nenhum caso deste tipo de problema através de pesquisas cientificas e prospectivas, mas por uma questão de usos e costumes, continuou a ser chamado de hormônio de crescimento para as milhares de pessoas que fazem uso deste hormônio, embora ele tenha alguns sinônimos como COMPOSTO 191 (por possuir 191 aminoácidos  ou o nome mais correto SOMATOTROFINA. Muitos estudos, têm sido realizados, sobre as conseqüências da deficiência do hormônio do crescimento (HGH-somatotrofina) no adulto e sua reposição, em pacientes que apresentem deficiência do hormônio de crescimento(HGH-somatotrofina)
Devido à grande variabilidade na resposta individual à terapêutica de reposição do hormônio de crescimento (HGH-somatotrofina) com base na idade, sexo e composição corporal, um trabalho recente tem mostrado que os pacientes se beneficiam com a terapêutica de reposição do hormônio de crescimento(HGH-somatotrofina)longo prazo, estudos prospectivos têm demonstrado que a terapia de reposição do hormônio de crescimento (HGH-somatotrofina) resulta em melhorias na composição corporal, dislipidemia, a densidade mineral óssea e qualidade de vida. Diminuindo os riscos de fraturas e de mortalidade por problemas cardiovasculares. A reposição do hormônio de crescimento (HGH-somatotrofina) em adultos é importante porque também melhora a cognição (memorização, raciocínio, intelectualidade).

AUTORES PROSPECTIVOS

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista 
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio 
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais:
1.Somente ocorre diminuição do HGH – hormônio de crescimento com o passar do tempo, mesmo em torno dos 40 a 50 anos ?


2.Quais os benefícios da reposição do hormônio de crescimento no início da deficiência do hormônio de crescimento nos adultos? 
http://deficienciahormonal.blogspot.com


3.O hormônio de crescimento ajuda no tratamento da gordura intra visceral, nos pacientes com deficiência de hormônio do crescimento ex:, na diminuição da esteatose- gordura do figado? 
http://gorduravisceral.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.

 

Referências Bibliográficas:
Mathioudakis N , R Salvatori . Divisão de Endocrinologia e Metabologia, Johns Hopkins University School of Medicine, em Baltimore, Maryland 21287. EUA.


Contato:
Fones: 55 (11) 2371-3337/(11)5572-4848/(11)5087-4404 ou 98197-4706 TIM

Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com


Seguir no Google Buzz